Catarata

Vídeo sobre catarata.
Pós-operatório de catarata

O que é catarata?

Catarata é uma opacificação da lente natural do olho (cristalino) . A maioria das cataratas está relacionada ao envelhecimento. A catarata é muito comum em pessoas idosas. A catarata pode ocorrer em um ou nos dois olhos.

O que é cristalino?

O cristalino é uma parte transparente do olho (lente) que ajuda a focalizar a imagem na retina. A retina é o tecido sensível à luz na parte posterior do olho. Em um olho normal, a luz passa através do cristalino transparente para a retina. Uma vez que atinge a retina, a luz é transformada em sinais nervosos que são enviados para o cérebro. O cristalino deve estar transparente para que a retina receba uma imagem nítida. Se o cristalino estiver turvo devido a uma catarata, a imagem que você vê ficará desfocada.

 

O que causa a catarata?

O cristalino está atrás da íris e da pupila e funciona como uma lente de câmera. Ele focaliza a luz na retina  onde uma imagem é formada. A lente também ajusta o foco do olho, permitindo-nos ver claramente as coisas de perto e de longe. O cristalino é feita principalmente de água e proteína., esta é organizada de uma maneira precisa que mantém a lente clara e permite que a luz passe através dela. Mas à medida que envelhecemos, algumas das proteínas podem se aglomerar e começar a obscurecer uma pequena área do cristalino, isto é uma catarata. Com o passar do tempo, a catarata pode crescer e enevoar mais o cristalino, dificultando a visão. Pesquisadores suspeitam que existem várias causas de catarata, como tabagismo e diabetes. Ou, pode ser que a proteína na lente apenas mude pelo desgaste que ocorre ao longo dos anos.

Como a catarata afeta a visão?

A catarata relacionadas à idade podem afetar sua visão de duas maneiras: Aglomerados de proteína reduzem a nitidez da imagem que chega à retina. O enevoamento pode se tornar grave o suficiente para causar visão turva. A maioria das cataratas relacionadas à idade se desenvolve a partir de aglomerados de proteína. Quando uma catarata é pequena, a nebulosidade afeta apenas uma pequena parte do cristalino. Você pode não notar nenhuma mudança em sua visão. A catarata tende a “crescer” lentamente, de modo que a visão piora gradualmente. Com o tempo, a área nublada pode aumentar e a visão vai piorando, ficando mais tênue ou mais borrada. Outra alteração que ocorre com a catarata é o fato de o cristalino mudar lentamente para uma cor amarelada / acastanhada, adicionando uma tonalidade acastanhada à visão. Com o tempo, o aumento da coloração pode dificultar a leitura e a execução de outras atividades rotineiras. Esta mudança gradual na quantidade de coloração pode não afetar a nitidez da imagem transmitida para a retina. Pacientes com catarata talvez não consigam identificar azuis e roxos. Você pode estar usando o que acredita ser um par de meias pretas, e descobrir por amigos que você está usando meias roxas.

 

Quando você está mais propenso a ter uma catarata?

O termo “relacionado à idade” é um pouco enganador. Você não precisa ser um idoso para obter esse tipo de catarata. Na verdade, as pessoas podem ter uma catarata relacionada à idade em seus 40 e 50 anos. Mas durante a meia-idade, a maioria das cataratas é pequena e não afeta a visão. É depois dos 60 anos que a maioria das cataratas causam problemas na visão de uma pessoa.

Quem está em risco de catarata?

O risco de catarata aumenta à medida que você envelhece. Outros fatores de risco para catarata incluem: Certas doenças (por exemplo, diabetes). Comportamento pessoal (tabagismo, uso de álcool). O ambiente (exposição prolongada à luz solar ultravioleta).

 

Quais são os sintomas de uma catarata?

Os sintomas mais comuns de uma catarata são: visão turva ou embaçada. As cores parecem desbotadas. Brilho. Faróis, lâmpadas ou luz do sol podem parecer muito claros. Uma auréola pode aparecer ao redor das luzes. Visão noturna fraca. Visão dupla ou múltiplas imagens em um olho. (Esse sintoma pode desaparecer à medida que a catarata aumenta). Alterações freqüentes de prescrição em seus óculos ou lentes de contato. (Esses sintomas também podem ser um sinal de outros problemas oculares. Se tiver algum destes sintomas, consulte o seu oftalmologista.)

 

Existem diferentes tipos de catarata?

Sim. Embora a maioria das cataratas esteja relacionada ao envelhecimento, existem outros tipos de catarata:

Catarata secundária. Catarata pode se formar após a cirurgia para outros problemas oculares, como o glaucoma.

A catarata também pode se desenvolver em pessoas que têm outros problemas de saúde, como diabetes.

A catarata às vezes está ligada ao uso de corticóides.

Catarata traumática. A catarata pode se desenvolver após uma lesão no olho, às vezes anos depois.

Catarata congênita. Alguns bebês nascem com catarata ou desenvolvem-na na infância, geralmente em ambos os olhos. Essas cataratas podem ser tão pequenas que não afetam a visão. Se o fizerem, o cristalino pode precisar ser removido.

Catarata de radiação. A catarata pode se desenvolver após a exposição a alguns tipos de radiação.

Como a catarata é detectada?

A catarata é detectada por meio de um exame oftalmológico abrangente que inclui: Teste de acuidade visual. Exame de olho dilatado. Seu oftalmologista usa uma lente de aumento especial para examinar a retina e o nervo óptico em busca de sinais de danos e outros problemas oculares.  Seu oftalmologista também pode fazer outros testes para aprender mais sobre a estrutura e a saúde do seu olho.

 

Tratamento

 

Como uma catarata é tratada?

Os sintomas da catarata precoce podem ser melhorados com óculos novos, iluminação mais clara, óculos de sol anti-reflexo ou lentes de aumento. Se essas medidas não ajudarem, a cirurgia é o único tratamento efetivo. A cirurgia envolve remover o cristalino turvo e substituí-lo por uma lente artificial. A cirurgia atual para catarata denomina-se facoemulsificação com implante de lente intra-ocular e permite a remoção da catarata por micro-incisão.

Uma catarata só precisa ser removida quando a perda de visão interferir em suas atividades diárias, como dirigir, ler ou assistir à TV. Você e seu oftalmologista podem tomar essa decisão juntos. Depois de entender os benefícios e os riscos da cirurgia (facoemulsificação), você pode tomar uma decisão informada sobre se a cirurgia de catarata é ideal para você.  Às vezes, uma catarata deve ser removida, mesmo que não cause problemas em sua visão. Por exemplo, uma catarata deve ser removida se impedir o exame ou tratamento de outro problema ocular, como degeneração macular relacionada à idade ou retinopatia diabética.  Se você tem catarata em ambos os olhos que requerem cirurgia, a cirurgia será realizada em cada olho em momentos separados, geralmente de uma a quatro semanas de intervalo.

Na foto abaixo observamos uma catarata muito avançada, onde o cristalino já está totalmente opaco:

catarata.jpg