Sintomas de doenças na retina

Quais são os principais sintomas de que a retina está com problema?

Moscas Volantes (floaters)

De forma bastante resumida, o sintoma de mosca volante geralmente costuma aparecer quando surge uma opacidade dentro do vítreo, que é a gelatina que temos na parte interna do olho. Toda esta porção posterior do nosso olho é preenchida por uma gelatina chamada de vítreo, que é composta basicamente por água, alguns sais minerais, e também colágeno do tipo 2 e ácido hialurônico, que fazem realmente com que esta substância tenha uma consistência gelatinosa. Quando nós nascemos, o nosso vítreo é fortemente aderido à retina, com o passar do tempo, esta gelatina vai de certa forma murchando e aos pouquinhos passa a se descolar da retina, no momento em que o vítreo realmente se descola da retina a pessoa pode passar a perceber as moscas volantes de uma forma bastante abrupta. Este sintoma se chama moscas volantes devido ao formato das sujeirinhas que aparecem na frente da visão, que realmente podem ter o formato semelhante a um inseto, pode parecer também uma teia de aranha ou às vezes algum pontinho que se moviementa conforme a pessoa olha para um lado ou para o outro. O sintoma das moscas volantes é importante porque quando existe um descolamento do vítreo, ele pode tracionar alguma área da retina onde está mais aderido e nesta área formar uma ruptura e, a partir desta ruptura na retina, pode acontecer um descolamento de retina, que é uma doença bastante grave que pode comprometer a visão do paciente. Nem todos os casos de mosca volante estão associados ao descolamento do vítreo, este sintoma muitas vezes pode ser causado por alguma infecção como a toxoplasmose, por exemplo, alguns casos também de hemorragia dentro do olho podem se apresentar como moscas volantes, quadros de uveíte posterior, que é uma inflamação no olho de alguma outra causa além da toxoplasmose, alguns pacientes mais jovnens, principalmente os que tem miopias mais algas, às vezes as moscas volantes começam a aparecer mesmo sem haver um descolamento do vítreo, nestes casos as moscas volantes são mais leves e geralmente vão aparecendo aos pouquinhos e, quando elas aparecem aos poucos e não são tão chamativas, geralmente não são tão perigosas, não estão associadas ao descolamento do vítreo ou alguma outra doença, mas nós sempre alertamos, se você começou a perceber a presença das moscar volantes de uma hora para outra, é muito importante consultar com o oftalmologista para ver se a sua retina não está tendo algum problema.

 

Fotopsias (luzinhas, flashes na visão)


São espécies de luzinhas, flashezinhos, às vezes espécies de relâmpagos que o paciente pode enxergar, principalmente quando está mais escuro e que da mesma forma como as moscas volantes, pode estar associado a um descolamento do vítreo, por que quando o vítreo se desgruda, ele realmente pode estar mais aderido a alguma área da retina e se ele causar pequenos puxões nesta área, a retina vai gerar um estímulo que vai ser transportado pelo nervo óptico como se existisse um estímulo luminoso naquele pedacinho da retina que está sendo tracionado, então este também é um sintoma importante, se você está sentindo isto é interessante consultar um oftalmologista. Existe um sintoma muito semelhante a este que não está relacionado ao olho mas também causa bastante confusão, que é chamada aura. Que é uma espécie de brilho, às vezes alguma área da visão que fica mais escura, juntamente com um brilho, um chuvisco, como uma TV mal sintonizada, que é um sintoma relacionado à enxaqueca e, neste caso, é um sintoma neurológico e não oftalmológico, de qualquer forma se você está na dúvida é sempre bom consultar para ter certeza que não está passando por um problema mais grave.
 

Metamorfopsia

Metamorfopsia é uma espécie de tortuosidade que acaba se formando na imagem, ou seja, o paciente ao olhar para uma linha reta, acaba percebendo que esta linha apresenta algumas ondulações, ou seja, a linha passa a ser torta, inclusive existe um teste que muitas vezes nós recomendamos, para os pacientes que tem tendência de ter degeneração macular, que é chamada tela de Amsler, que é uma imagem formada por vários quadradinhos e várias linhas retas e o paciente é recomendado a olhar para ver se está percebendo alguma tortuosidade nestas linhas que na realidade são retas, na grande maioria dos casos, a metamorfopsia está relacionada a problemas da mácula, a problemas da área central da visão, dentre eles é importante destacar a degeneração macular, principalmente na forma exsudativa, que é uma doença mais comum em pessoas a partir dos 60, 70 anos de idade e que, requer tratamento urgente com injeções intravítreas de antiangiogênico, por isto é muito importante ficar atendo a este sintoma, ou seja se você está percebendo que as imagens que antes eram retas começam a ficar onduladas, é muito importante buscar o oftalmologista. Outras alterações, como também a membrana epirretiniana, que é uma membraninha que se forma sobre a retina, que em alguns casos pode ter indicação de cirurgia, também costuma criar metamorfopsia, da mesma forma, a síndrome de tração vitreomacular, o buraco macular e também o edema de mácula, todas estas doenças já tem vídeos específicos onde eu explico bem sobre o diagnóstico e o tratamento de cada uma destas patologias.

Escotoma 


Ecotoma que é a formação de manchas na visão é muito importante pois ele pode estar associado a situações bastante graves, como por exemplo, o descolamento de retina, onde esta mancha escura na visão geralmente começa a se formar a partir da periferia da visão e vai tomando conta aos pouquinhos de toda a visão do paciente, esta progressão do escotoma no descolamento de retina pode evoluir dentro do mesmo dia ou seja de forma bastante rápida, ou então dentro de vários dias, aos pouquinhos, lembrando então que esta formação de escotoma, desta mancha no descolamento de retina, geralmente é como uma cortina preta que vai se fechando, seja de baixo para cima, de cima para baixo ou de um lado para o outro. Nos casos de alteração macular muitas vezes pode também se formar um escotoma que é uma pequena manchinha no centro da visão, como por exemplo, no buraco macular e também a degeneração macular, a diferença em direção ao descolamento de retina é que nas doenças da mácula, o escotoma é central e ele não progride para a periferia, já no descolamento de retina ele começa na periferia e geralmente com o tempo acaba afetando toda a visão. Este sintoma do escotoma não é exclusivo das doenças da retina, ele pode estar presente em doenças neurológicas, doenças que afetam o cérebro ou mesmo o nervo óptico, onde acaba havendo uma falha em alguma parte da visão, há pacientes por exemplo que tem tumor de hipófise e podem começar a apresentar sintoma de escotoma, como uma mancha que começa a se formar nas duas periferias e com o tempo pode ir progredindo para o meio.

 

Piora de acuidade visual e visão embaçada


A própria piora de acuidade visual, embaçamento da visão pode levar o paciente a dificuldade de leitura, dificuldade de reconhecer pessoas e, na realidade é uma coisa bastante genérica, podendo estar presente em praticamente todas as doenças da retina e doenças oftalmológicas em geral. Então, de repente, se você percebeu que a visão não está boa como era antes, é muito importante buscar o oftalmologista para ver o que está acontecendo, não necessariamente você estará com algum problema na retina, mas, com certeza é importante descobrir o que está acontecendo e, de uma forma bastante genérica, então, tanto problemas de mácula, como o buraco macular, membrana epirretiniana, degeneração macular ou então o próprio descolamento de retina ou uma hemorragia dentro do vítreo podem levar a piora bastante significativa da visão.

Autor: Dr. Mário Bulla

Médico Oftalmologista - Especialista em Retina

Cremers 28120