Doenças oculares

Nesta sessão você encontrará textos falando sobre diversas doenças que acometem os olhos.

Oclusão venosa edema macular
Oclusão Venosa

 

Oclusão venosa é uma doença que ocorre quando existe entupimento (trombose) de uma veia da retina. Podendo envolver toda a retina, quando acomete a veia central, ou apenas parte da retina, quando acomete algum ramo da veia central. Geralmente causa baixa importante de visão por levar a edema macular (inchaço na retina) ou isquemia (falta de oxigênio) na retina. (Clique para ler mais).

1/2
Catarata

 

Catarata é a opacificação do cristalino (lente natural que existe dentro do olho). Com tal opacificação, a  visão vai se tornando cada vez mais embaçada e com menos contraste, levando a dificuldade para enxergar, principalmente para longe.

Pode ocorrer em qualquer idade, mas é muito mais comum em pessoas idosas.

(Clique para ler mais)

buraco macular.jpg
Buraco macular

 

Buraco macular consiste em uma pequena falha (buraco) localizado na fóvea, que é o centro da visão, área responsável pela visão nítida.

Boa parte dos casos não tratados podem piorar e levar a distorção da imagem, bem como perda de nitidez, dificuldade em ler e reconhecer pessoas.

O tratamento é cirúrgico.

(Clique para ler mais)

OCT membrana epirretiniana_editado.jpg
Membrana epirretiniana

 

Membrana Epirretiniana também comumente conhecida como maculopatia em celofane ou pucker macular são  membranas fibrocelulares semitranslúcidas que se formam na superfície interna da retina. Eles geralmente causam sintomas mínimos e podem ser simplesmente observados, mas em alguns casos podem resultar em perda indolor da visão e metamorfopsia (distorção visual). 

(Clique para continuar lendo)

moscas volantes.JPG
Moscas volantes

 

Moscas volantes, sintoma também conhecido como floaters, são pequenos corpos flutuantes que surgem na frente da imagem que a pessoa está enxergando e movimentam-se junto com o olhar. Podem aparecer de forma súbita e em muitos casos representam o descolamento do vítreo (gelatina que temos na parte interna do olho), podendo estar associados a problemas como o descolamento de retina. Requer avaliação oftalmológica. (Clique para continuar lendo).

serosa.png
Serosa central

 

A coriorretinopatia serosa central caracteriza-se por um embaçamento da visão central, mais comumente afetando homens na faixa etária dos trinta aos cinquenta anos e muitas vezes associada a situações de estresse, personalidades mais ansiosas ou uso de corticóide sistêmico. (Clique para ler mais).

cloroquina.png
Maculopatia por cloroquina

 

As medicações chamadas de antimaláricas (cloroquina e hidroxicloroquina) são atualmente muito utilizdas para tratar doenças reumatológicas como o lupus e a artrite reumatóide. Pacientes que fazem uso destas medicações devem fazer revisões oftalmológicas periódicas devido aos possíveis efeitos adversos para a retina, os quais eram mais comuns com a cloroquina do que atualmente com a hidroxicloroquina. (Clique para ler mais).

alta miopia.jpg
Miopia patológica

 

Chamamos de alta miopia ou miopia patológia quando a miopia passa de 6 graus ou quando o olho apresenta um comprimento maior do que 26mm. Estes quadros muitas vezes são acompanhados de miopia degenerativa, situação na qual a visão pode ser comprometida por alterações maculares (maculopatia miópica) como a membrana neovascular subrretiniana e também degenerações periféricas da retina que predispõem o paciente ao descolamento de retina. (Clique para saber mais sobre a miopia patológica).

retinose.jpg
Retinose Pigmentar

 

Retinose pigmentar é uma distrofia retiniana (doença genética) na qual existe dano aos fotorreceptores, principalmente os bastonetes, havendo inicialmente dificuldade para enxergar à noite e perda do campo visual periférico, com posterior acometimento da área central da retina (mácula). (Clique para saber mais sobre a retinose pigmentar).

tracao vm.jpg
Síndrome de Tração Vitreomacular

 

Tração vitreomacular é uma alteração na mácula causada por um descolamento parcial do vítreo (gelatina interna do olho) que fica aderido na área macular (centro da visão) e acaba tracionando esta região, o que pode causar piora da visão, metamorfopsia (distorção da visão) e levar a complicações como o buraco macular. (Clique para ler mais).

sintomas retina.png
Sintomas de doença na retina

As doenças da retina podem surgir de forma silenciosa ou manifestarem-se através de alguns sintomas característicos, que quando aparecem são sinais de alerta para que seja buscado atendimento oftalmológico a fim de evitar perda de visão. Clique aqui para ler e assistir a um vídeo sobre estes sintomas.

retinopatia de valsalva.png
Retinopatia de Valsalva

A retinopatia de Valsalva caracteriza-se por hemorragia pré-retiniana (entreo vítreo e a retina), o que causa uma perda súbita e indolor da visão. Está associada a situações que envolvam aumento muito grande da pressão intra-torácica, como um esforço físico muito intenso, por exemplo.  Clique aqui para ler e assistir a um vídeo sobre esta doença.